Porque é que os investidores investem em Opções?

Negociar em opções traz muitas vantagens relativamente a outro tipo de investimentos, incluindo alavancagem, risco limitado e segurança. No entanto, a sua utilização não é aconselhada para principiantes sendo importante apreender o seu funcionamento e familiarizar-se com os termos e as diferentes estratégias antes de investir.

Algumas vantagens:

Alavancagem. Um dos maiores benefícios do investimento com opções é a alavacangem, uma vez que estas conferem o direito, mas não a obrigação de comprar uma ação a um preço previamente fixado, por um determinado período de tempo (maturidade). A compra de uma opção faculta exposição aos movimentos do preço do ativo subjacente com apenas uma fração do valor total necessário para comprar o ativo subjacente. Assim e, para uma determinada variação percentual no preço do ativo subjacente, a alteração percentual do preço da opção é muito maior. Ou seja, poderá obter uma remuneração fruto dessa alavancagem, com risco inicialmente determinado e quantificável em virtude da perda do prémio ou do preço pago pela opção.

Considere-se, por exemplo, que a ação ABC está a negociar a €100 e que um investidor acredita que as ações desta empresa irão subir para €120. Então, decide comprar 100 opções de compra da ABC, com maturidade em Novembro e prémio de €2. O custo total desta transação é de €200, acrescido das comissões, enquanto que o valor total de exposição ao ativo subjacente é de €10.000, mais comissões.

Caso as expectativas do investidor se confirmem e a ABC suba para €120, as opções de compra adquiridas sobem para €20, o que constituí um ganho de 900% ou €1.800! Se, por outro lado, o investidor tivesse comprado diretamente as ações e, dispendido €10.000, o ganho obtido seria de €2.000 mas o retorno do investimento seria de apenas 20%. Neste exemplo, a compra de opção foi o passo mais correto.

Risco Limitado: Uma das grandes vantagens de negociar opções face à negociação direta em ações é a capacidade de assumir, em simultâneo, uma visão da direção do mercado com risco limitado e ao mesmo tempo um ganho potencial ilimitado. Isto acontece em virtude dos compradores de opções terem o direito, mas não a obrigação de exercer o contrato ao preço de exercício. Assim, se na maturidade, o preço não for o mais adequado, o comprador abdicará do seu direito e deixará que o contrato expire.

Segurança: Os investidores também utilizam opções como um seguro para a sua carteira. Os contratos de opções facultam aos investidores que são avessos ao risco uma forma de se protegerem das quedas fruto de um crash no mercado acionista.

Algumas desvantagens:

Alavancagem. A alavancagem pode também ser ser uma desvantagem. Se se considerar o exemplo acima, mas desta vez com o preço das ações da ABC a manter-se nos €100 durante o período de vida da opção ou, num caso mais extremo, se descessem dos €100 no vencimento, a opção teria perdido o seu valor e a perda teria sido de 100%.

Custo. O custo de negociar opções inclui comissões e o preço de compra (bid), em termos percentuais, é superior ao preço do próprio ativo subjacente.

Complexidade. As opções não são instrumentos simples e, para a correta utilização e gestão, os investidores deverão procurar informação sobre o funcionamento e as diferentes estratégias de negociação. A NYSE Euronext oferece uma ampla gama de cursos, desde iniciados a investidores com maior experiência em negociar opções.

Sensibilidade ao tempo (Time Decay). As opções são, por natureza, instrumentos sensíveis ao tempo. Assim, se não forem exercidas até à maturidade perdem todo o seu valor.